Segunda, 01 de Junho de 2020
86 9 99928820
Dólar comercial R$ 5,38 0.749%
Euro R$ 5,99 +1.148%
Peso Argentino R$ 0,08 +0.513%
Bitcoin R$ 54.646,58 +1.939%
Bovespa 88.898,68 pontos +1.71%
Cidades Feminicídio

Marido confessa que matou mulher e colocou corpo ao lado dos filhos no Piauí

O homem foi autuado por feminicídio e será transferido ainda nesta quinta-feira (17) para o sistema prisional.

17/10/2019 15h29
Por: Redação Fonte: cidadeverde.com

A Polícia Civil de Simões, distante 451 Km de Teresina, realizou a reconstituição do assassinato da jovem Janaina Maria da Silva, 25 anos. Ela foi encontrada morta dentro de casa na manhã dessa quarta-feira (16). O marido de Janaína, o açougueiro Cesário João de Carvalho, 37 anos, foi preso em flagrante horas após o crime. O delegado Ramon Brito informou ao que Cesário planejava fugir para o estado de Goiás quando foi localizado pela Polícia Militar.

O delegado afirma que, em depoimento, Cesário confessou o crime e disse que estava "possuído pela raiva". Janaina foi morta estrangulada com uma corda na noite de terça-feira (15). "Ele contou que eles já vinham discutindo há um tempo e que ela estava querendo se separar. Moravam na mesma casa, mas já não tinham relação de marido e mulher.  No momento do crime eles estavam na cama, discutiram e, possuído pela raiva, ele pegou uma corda que estava no chão e botou no pescoço dela. Depois levou o corpo para o quarto onde estavam os filhos", conta o delegado.

O açougueiro refez a dinâmica do crime com a presença da Polícia Civil.

Janaina era mãe de cinco filhos. O mais velho tem apenas 9 anos de idade. Dois deles eram filhos de Cesário. Após o crime, o açougueiro levou as duas crianças para a casa da avó paterna e fugiu.

No depoimento, segundo o delegado que investiga o caso, Cesário demonstrou arrependimento e disse que não queria matar Janaina.

Cesário foi autuado por feminicídio e será transferido ainda nesta quinta-feira (17) para o sistema prisional.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.