Sábado, 12 de Junho de 2021 20:18
86 9 99928820
Polícia Violência

Cadeirante de 17 anos é morto a tiros enquanto empinava pipa em Teresina

O Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) vai realizar os levantamentos iniciais e investigar o caso.

18/05/2021 10h43
Por: Redação Fonte: GP1

Um jovem cadeirante de 17 anos, identificado como João Marcos, foi executado com disparos de arma de fogo na tarde desta segunda-feira (17) por volta das 17h30, perto de sua casa, no bairro Promorar, zona sul de Teresina.

O Comandante de Policiamento de Unidade (CPU) da 2ª Companhia de Independente do Promorar, capitão Ezenilson, informou que a vítima estava na rua quando foi abordada e em seguida alvejada a tiros. “Ele foi morto na rua onde tem residência na Quadra 113 do Promorar e é um cadeirante. Nas proximidades do corpo havia alguns projéteis, mas ainda não identificamos o calibre, nem a marca", afirmou.

Foi apurado que a vítima estava na rua empinando pipa quando se aproximou um veículo branco com pelo menos três homens, que abordaram o jovem e efetuaram disparos contra ele.

Segundo o capitão Izenilson, informações dão conta de que João Marcos estava em cadeira de rodas por ter sido alvo de tiros em outra situação, porém, o oficial ressaltou que não há nada de concreto em relação a isso, portanto, não se pode afirmar que de fato o rapaz tinha envolvimento com o mundo do crime.

"Existem informações preliminares, ainda soltas, de que teria havido um envolvimento dele em outra situação que teria feito ele ir parar numa cadeira de rodas, consequência de outros disparos, mas são informações ainda não precisas, que a gente não pode expressivamente afirmar e nem dar correlação com o fato que aconteceu hoje", declarou o capitão Ezenilson.

A PM isolou a área e o Instituto de Medicina Legal de Teresina (IML) foi acionado para a remoção do corpo. O Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) vai realizar os levantamentos iniciais e investigar o caso.

Câmeras de segurança de uma residência situada próximo ao local do crime podem ter registrado o momento em que o jovem foi assassinado, e essas filmagens podem ser utilizadas na investigação da Polícia Civil.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.