Sábado, 12 de Junho de 2021 19:29
86 9 99928820
Cidades Licitação

Prefeitura de Monsenhor Gil poderá gastar mais de R$ 1,6 milhão com combustíveis

Situações parecidas em outros municípios são noticiadas como escandalosas por portais que mantêm contrato com a prefeitura de Monsenhor Gil.

05/05/2021 15h29 Atualizada há 1 mês
Por: Redação

A compra de combustíveis, mesmo através de licitações, tem sido pauta de vários noticiários no Piauí. Apesar das altas no preço desses produtos, os valores contratados por algumas prefeituras despertam suspeitas por parte dos órgãos de controle. Em alguns casos, como na Cidade de Santo Antônio dos Milagres, onde a prefeitura planejava a compra de combustíveis suficiente para ir 108 vezes à China, o Ministério Público do Estado do Piauí recomendou o imediato cancelamento da licitação e consequente contrato.

Em Monsenhor Gil, a prefeitura fará no próximo dia 12 de maio a abertura das propostas de uma licitação para a compra de combustíveis. De acordo com o Edital que rege o Pregão Eletrônico SRP Nº 15/2021, os dois lotes de combustíveis podem ultrapassar a casa de R$ 1.600.000,00 (Hum milhão e seiscentos mil reais), se considerados os valores médios estipulados pela Agência Nacional de Petróleo (Veja no final da matéria).  

Nos termos do Edital, dois lotes que tem como objeto principal a aquisição de combustíveis, além de outros derivados, serão licitados. O primeiro lote é composto por óleo diesel comum, óleo diesel S-10, gasolina comum, óleo lubrificante p/ veículo a gasolina/álcool, óleo lubrificante p/ veículo a diesel, graxa, estopa, óleo de freio, arla galão, nas quantidades apresentadas na imagem abaixo.

Já o segundo e menor lote, é composto por óleo diesel S-10, óleo diesel S-10 500 e gasolina comum, nas quantidades apresentadas na imagem abaixo.

Portais contratados pela prefeitura de Monsenhor Gil acham "valores altos" em outros municípios

Em que pese à legalidade do processo licitatório, os valores dos produtos em “disputa” são apresentados como "muito altos" em outros municípios por portais de notícias que mantém contrato com a Prefeitura de Monsenhor Gil, como é o caso de um recém-contratado, que noticiou na última segunda-feira (03) como suspeita a informação de que a “Prefeitura de São Francisco do PI licita mais de R$ 1 milhão em combustível”. Segundo a publicação, “O que chama a atenção nos documentos publicados são os altos valores para a aquisição de combustível”.

Nota do Redator - Ninguém vai questionar! 

Por sorte, ou azar, do gestor, os órgãos fiscalizadores, principalmente o Poder Legislativo, jamais questionará a necessidade desse valor vultoso, à exemplo de outras licitações e contratos firmados recentemente para a compra de material esportivo, no momento em que nenhuma atividade esportiva está sendo promovida pela prefeitura, e ainda a compra de lanches que poderá ultrapassar a casa de R$ 220 mil. É provável, inclusive, que os nobres e respeitáveis edis sequer conheçam o que acontece no âmbito do Poder Executivo ou quantas licitações e contratos já foram firmados ao longo desses primeiros meses do ano. 

Certamente a máxima contumaz de que "não é obrigada a pagar" será utilizada pelas dezenas de "assessores especiais" que a prefeitura mantém e segue contratando. Ficará por isso mesmo! 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.