Domingo, 27 de Setembro de 2020 16:17
86 9 99928820
Esportes Nº 24

Contra a homofobia, Gabigol vai usar camisa número 24 no duelo com o Resende

Para enfrentar o Resende, às 20h, no Maracanã, o técnico Jorge Jesus decidiu escalar o time mais forte que tiver em mãos.

03/02/2020 09h15
Por: Redação Fonte: FolhaPress

De volta das férias apenas no dia 27 de janeiro, o Flamengo já trabalha a todo vapor para o início da temporada. Parte dos astros rubro-negros já vai a campo na segunda-feira (3), exatos oito dias após o retorno do descanso. O plano anterior previa a escalação dos garotos da casa até o fim da Taça Guanabara. Para enfrentar o Resende, às 20h, no Maracanã, o técnico Jorge Jesus decidiu escalar o time mais forte que tiver em mãos, independentemente do tempo de descanso que os novos reforços e os jogadores que disputaram o Mundial de Clubes tiveram. Em sua primeira coletiva na volta ao Ninho, o Mister não havia deixado claro se os titulares seriam usados.

Gabigol foi um dos últimos a se apresentar para os trabalhos, visto que a negociação da compra dos seus direitos demandou tempo. Reapresentado, o jogador vestirá novamente da camisa 9. Mas para a partida contra o Resende, o ídolo da torcida rubro-negra vai usar o número 24 em referência a campanha contra a homofobia, que começou após uma declaração polêmica de um dos dirigentes do Corinthians.

Na apresentação do jogador colombiano Cantillo, um dos representantes do clube alvinegro falou que no time não se usa o 24, o que é considerado uma associação homofóbica ao número, que culturalmente é representado pelo veado no jogo do bicho. Com exceção de Rodrigo Caio, que sofreu um corte no joelho, todos os aptos deverão ser relacionados. Na sexta-feira (31), os atacantes Michael e Pedro Rocha, e o zagueiro Léo Pereira tiveram suas inscrições efetivadas, mas ainda não jogarão nesta rodada. Pedro, Thiago Maia e Gustavo Henrique já têm o sinal verde. Com o elenco recheado, a expectativa é que a disputa interna seja acirrada. "Ninguém ganhou títulos no papel. Há uma maior concorrência interna e isso é maravilhoso. Importante é que a ambição siga do mesmo jeito", disse o lateral-esquerdo Filipe Luís.

A antecipação da entrada da constelação rubro-negra em ação deve-se especialmente ao jogo da Supercopa, diante do Athletico, dia 16, em Brasília. Ainda que a taça não seja a mais relevante em disputa na temporada, a conquista garante R$ 5 milhões ao campeão e mais uma volta olímpica. Depois das conquistas em série em 2019, o time terá de conviver com as cobranças por novos feitos. "Começa tudo do zero. Ninguém vive de passado. Se não jogar bem no Carioca, as críticas vão vir", admitiu Filipe.

RESENDE

Ranule; Dieguinho, Grasson, Kevyn, Murilo Henrique; Rezende, Vitinho, Zizu, Geovane, Caio Cézar; Alef Manga.

Técnico: Edson Souza

FLAMENGO

Diego Alves; Rafinha, Gustavo Henrique, Thuler, Filipe Luís; Arão (Thiago Maia), Gerson, Arrascaeta, Éverton Ribeiro, Bruno Henrique, Gabriel Barbosa (Pedro).

Técnico: Jorge Jesus

Estádio: Maracanã, no Rio de Janeiro

Horário: 20h desta segunda-feira

Árbitro: Diego da Silva Lourenço (RJ)

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.