Consultório_Dr_Paulo_Area_Leão_Pop_Up
FC_Serviços_Pop_Up
Anuncie Aqui
Cajuína Dona Dia 970x90
FC_Serviços_Topo
Banner_Tony_Trindade
Anuncie Aqui topo
Armazém Paraíba Monsenhor Gil 970x90
Consultório_Dr_Paulo_Area_Leão 970x90
Eleições 2020

04 candidatos poderão disputar a prefeitura de Monsenhor Gil em outubro; Veja detalhes

Acordos, alianças e possíveis rompimentos poderão acontecer nos próximos dias.

13/01/2020 12h47Atualizado há 2 meses
Por: Redação

Em 04 de outubro de 2020 os municípios brasileiros escolherão seus novos representantes. Prefeitos, vice-prefeitos e vereadores serão eleitos para o mandato de 04 anos a partir de 01 de janeiro de 2021. Para alcançar êxito, os já pré-candidatos terão que correr atrás do bem mais precioso do cidadão numa democracia: O Voto!

Em Monsenhor Gil, para conquistar os quase 10 mil votos (segundo dados da última eleição), os pré-candidatos começaram a “aparecer”, como sempre, apresentando novas soluções para velhos problemas da cidade.

A partir de agora faremos uma análise do atual cenário político Monsenhorgilense no que diz respeito às possíveis candidaturas a prefeito e vice-prefeito na cidade que completou recentemente 56 anos de emancipação política.  

Nomes

Até onde se sabe 03 nomes já confirmaram sua pré-candidatura a prefeito nas eleições deste ano, além do atual prefeito que, apesar de ainda não ter confirmado publicamente sua pré-candidatura à reeleição, poderá confirmar em breve, tendo em vista as movimentações que começou a fazer nos últimos dias.

Assim, João Luiz, Joãozinho da Varjota, Paulo Roberto e Wellington Sousa poderão disputar a prefeitura de Monsenhor Gil no pleito que se aproxima.

João Luiz

Após duas amargas derrotas, em 2008 e 2012, em 2016 o prefeito João Luiz venceu com folga seus dois adversários, o prefeito à época, Professor Pila, e Joãozinho da Varjota, que não conseguiu legitimar a chapa que tentou compor com o ex-prefeito Julimar Pereira e teve todos os seus votos anulados.

Em 2016, João Luiz contou com apoio de vários grupos políticos da cidade, dentre os quais se destacam o do ex-prefeito Zé Noronha, com quem compôs chapa na vaga de vice-prefeito, da ex-vereadora Leda Trindade e Tony Trindade, que teria sido responsável pela estratégia de campanha e ainda o grupo dos “Abreus”, liderado pelo médico e atual vereador Evandro Abreu e o atual presidente da Câmara de Vereadores, Vereador João Filho.

Neste ano, João Luiz que ainda não confirmou sua pré-candidatura à reeleição, já começaria a disputa sem o apoio do grupo de Leda Trindade, que tem como representante na Câmara o vereador Éder Carvalho. Além da baixa de um dos grupos, o atual prefeito parece enfrentar dificuldades para decidir quem ocupará a vaga de vice em sua chapa, caso decida disputar.

A celeuma estaria no fato de pelo menos 3 grupos terem interesse na vaga deixada por Zé Noronha que seria o primeiro a ter interesse em retornar à vaga. Apesar Noronha nunca ter feito nenhuma declaração acerca da vaga deixada por ele, é notória sua força junto ao prefeito, sendo apontado inclusive como maior articulador da gestão.

Além de Zé Noronha, quem também teria interesse na vaga são os “Abreus”, que defendem o nome do vereador Evandro Abreu para compor chapa com João Luiz na vaga de vice.

O capital político dos “Abreus” formado pelos vereadores Evandro Abreu, João Filho e Jardyel Abreu, seria o elemento principal para o pleito da vaga junto ao prefeito que precisaria manter todo o grupo o unido para vencer as eleições com folga.

Assim como Zé Noronha, Evandro Abreu também não declarou nada publicamente sobre seu interesse pela vaga.

Além de Zé Noronha e Evandro Abreu, quem também estaria de olho na vaga de vice na chapa de João Luiz é a vereadora Eliane Moura, líder do prefeito na Câmara.

Em seu primeiro mandato, Eliane tem sido vista por muitos como a vereadora mais atuante da legislatura. Com trânsito em vários órgãos do governo do estado, ela aprece bem perante a opinião pública.

Sobre essa possibilidade, Eliane diz que defende que a vaga seja preenchida por uma indicação da Câmara, que pode ser ela ou qualquer um dos outros 08 vereadores.

Diante do cenário, o Prefeito João Luiz que nem confirmou sua pré-candidatura a reeleição, tem pelo menos 03 bons nomes para compor sua chapa neste ano.

Joãozinho da Varjota

Filiado ao Republicanos (antigo PRB), o ex-vereador e empresário do ramo da construção civil, Joãozinho da Varjota foi o primeiro a confirmar sua pré-candidatura a prefeito de Monsenhor Gil.

Joãozinho foi candidato a prefeito nas eleições de 2016, não tendo legitimado sua chapa com o ex-prefeito Julimar Pereira, fazendo com que todos os votos que recebeu fossem anulados.

Atualmente Joãozinho está em constantes movimentações típicas de pré-campanha, visitando comunidades da zona rural e eventos públicos. Até o momento não se tem notícia de quem poderá ser candidato a vice-prefeito em sua chapa.

Paulo Roberto

Prefeito de Monsenhor Gil por dois mandatos, vereador de Teresina, e chefe de pastas importantes no governo do estado do Piauí e até em órgãos federais, Paulo Roberto também confirmou pré-candidatura a prefeito de Monsenhor Gil em 2020.

Em condições eleitorais diferente dos outros pré-candidatos, Paulo Roberto não tem domicílio eleitoral em Monsenhor Gil. Apesar da situação, Paulo também está em movimentação, sendo visto nos últimos dias em visitas em comunidades da zona rural, onde deixou um grande legado quando prefeito, bem como em eventos públicos.

Em seu grupo aparecem nomes como o do ex-prefeito Professor Pila, o vereador Jacinto, o ex-vereador Lucimar bem como outros nomes conhecidos da política monsenhorgilense.

Com prazo correndo para transferência de domicílio, Paulo Roberto pode ser o destino dos dissidentes do grupo do prefeito João Luiz, caso as especulações acerca da vaga de vice se confirmem. Não há registros de quem poderá ser candidato a vice em sua chapa.

Segundo o pré-candidato, conversas estão sendo mantidas com vários grupos políticos da cidade e não há pressa para indicação do nome que comporá sua chapa.

Há que se lembrar ainda  que Paulo é filiado ao PTB, que no município é presidido pelo suplente de vereador e secretário de juventude Galego Dias, que tem fortes ligações a vereadora Eliane Moura, ambo da base do prefeito João Luiz.

Na capital há rumores de que Paulo deverá ir para o PODEMOS do senador Elmano Ferrer pra disputar as eleições em Monsenhor Gil.

Wellington Sousa

Filiado ao Democratas (DEM), Wellington Sousa, que foi candidato a vereador nas eleições de 2016 aliado ao prefeito João Luiz, rompeu logo no início da atual gestão com o grupo e começou a potencializar seu nome de olho nas eleições deste ano.

Wellington tem sido visto constantemente em reuniões promovidas por ele em sua residência, bem como participando de eventos públicos.

Dos nomes postos, Wellington é o único que nunca exerceu mandato eletivo e milita constantemente nas redes sociais sempre apontando problemas na atual gestão. Sousa também não apresentou ainda o nome de quem poderá compor sua chapa na vaga de vice-prefeito.

Gostou dessa matéria? Compartilhe com seus amigos! 

FC_Arranha-céu
Banner 300x600 II
Adsnse 600
Sua Empresa Vista 10 Mil Vezes 300x600
Cajuína Dona Dia
Adsense 300 I
Municípios
Últimas notícias
Mais lidas
Banner lateral interna posição 4
Adsense lateral interna posição 5