Consultório_Dr_Paulo_Area_Leão_Pop_Up
FC_Serviços_Pop_Up
FC_Serviços_Topo
Armazém Paraíba Monsenhor Gil 970x90
Consultório_Dr_Paulo_Area_Leão 970x90
Cajuína Dona Dia 970x90
Prisão

Preso homem que comandou ataques simultâneos a bancos em Campo Maior

Marcelo Pimentel Cunha Nery, mais conhecido como Marcelo Negrão, foi detido ao tentar romper uma barreira da PRF na entrada da cidade.

03/12/2019 09h36
Por: Redação
Fonte: Portal O Dia

O suspeito de ter comandado os ataques simultâneos a três agências bancárias em abril deste ano em Campo Maior foi preso no final da noite de ontem (02) ao tentar furar uma barreira da Polícia Rodoviária Federal na saída daquela cidade. Marcelo Pimentel da Cunha Nery, mais conhecido como Marcelo Negrão, estava foragido desde a época do crime.

Segundo o comandante do 15º BPM de Campo Maior, major Etevaldo Alves, Marcelo Negrão estava acompanhado de alguns comparsas dentro de um veículo modelo Hyundai HB20 e chegava à cidade quando avistou a barreira da PRF. Ele tentou passar pelo bloqueio, empreendendo fuga e a polícia deu início a uma perseguição.

“O condutor do carro entrou em um comércio, fez o proprietário refém e após negociação, resolveu se entregar. Já o Marcelo foi preso pouco depois da abordagem ao veículo e no carro onde foi encontrado um vasto armamento.

Dentre o que foi apreendido em poder de Marcelo Negrão estava um fuzil, quatro carregadores de fuzil, uma pistola ponto 40 com carregador e nove munições, além de uma bala-clava (touca usada para esconder o rosto), material de uso pessoal, colete à prova de balas, duas mochilas táticas e celulares.

Marcelo Negrão e os demais integrantes da quadrilha foram encaminhados para a Delegacia de Campo Maior e depois transferidos para a sede do Greco (Grupo de Repressão ao Crime Organizado) em Teresina. Eles responderão por roubo, porte ilegal de arma de fogo de uso restrito e associação criminosa.

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários